???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede2.uefs.br:8080/handle/tede/512
???metadata.dc.type???: Tese
Title: Revisão taxonômica das espécies brasileiras de Alternanthera Forssk (Amaranthaceae Juss.)
???metadata.dc.creator???: Souza, Luisa Ramos Senna 
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Giulietti, Ana Maria
???metadata.dc.description.resumo???: As Amaranthaceae constituem uma família com cerca de 180 gêneros e 2.500 espécies, com distribuição nas faixas tropicais e temperadas dos dois hemisférios e representam a mais rica linhagem de espécies dentre as Caryophyllales. Inclui 8 subfamílias . Para o Brasil são referidas 158 espécies distribuídas em 27 gêneros, dos quais três são endêmicos, grande parte desses gêneros são incluídos em Gomphrenoideae. Esta subfamília inclui os maiores gêneros representados no Brasil, Gomphrena com 45 espécies e Alternanthera com 36 espécies. Alternanthera é um grupo monofilético com cerca de 100 espécies, possui distribuição pantropical e é caracterizado por apresentar inflorescências axilares, sésseis ou pedunculadas, com unidade parcial da inflorescência reduzida a única flor. As flores são sésseis ou pediceladas, protegidas por uma bráctea e duas bractéolas, bissexuadas, com (4–)5 tépalas, (4–)5 estames com filetes fundidos formando um tubo basal, livres acima do tubo e alternados com pseudo-estaminódios. A última revisão de Alternanthera para o Brasil foi elaborada para a Flora brasiliensis mais de 160 anos atrás, justificando-se plenamente a nova revisão proposta, que é o principal objetivo desta tese. Os resultados obtidos encontram-se distribuídos em quatro capítulos, que se seguem após a Introdução. No Capítulo 1 é apresentado o estudo morfológico das espécies de Alternanthera do Brasil, onde foram levantados 107 caracteres dos quais 99 foram considerado informativos e foram avaliados utilizando o Programa DeLTA. Como resultado, é produzida uma descrição dos órgãos vegetativos e florais de Alternanthera destacando os mais importantes para taxonomia do grupo, bem como uma discussão dos diferentes termos utilizados na morfologia do grupo. No Capítulo 2 é apresentado o estudo do “complexo Alternanthera brasiliana” composto por cinco espécies, através da abordagem de estatística exploratória. Como resultado foram reconhecidas apenas quatro espécies no grupo, com a proposta de sinonimização de Alternanthera ramosissima em A. brasiliana. No Capítulo 3 é incluído o texto original da nova espécie Alternanthera catingae, enviado para publicação na revista Phytotaxa. No Capítulo 4 é apresentada a revisão das espécies brasileiras de Alternanthera realizada a partir da análise de mais de 1900 espécimes do gênero, depositados em 19 herbários, com a utilização do conceito tipológico de espécies. Além da metodologia tradicional utilizada em trabalhos de revisão, foram utilizadas também ferramentas diferenciadas para análise e avaliação das espécies que ocorrem no Brasil. Foram reconhecidas 35 espécies, das quais uma nova para a ciência, A.catingae, seis sinônimos de espécies cujos tipos são do páis, e uma nova combinação. O trabalho aqui apresentado se constitui um importante avanço para o estudo das Amaranthaceae brasileiras, especialmente visando a flora do Brasil on line para 2020.
Abstract: Amaranthaceae is a family of about 180 genera and 2,500 species, divided in 8 subfamilies, and distributed in tropical and temperate areas of both hemispheres. It represents the most species-rich lineage within the Caryophyllales. For Brazil are recognized 158 species in 27 genera, with three endemic, and most of them included in Gomphrenoideae.This subfamily includes two major Brazilian genera,Gomphrena with 45 species and Alternanthera with 36 species. Alternanthera is a monophyletic group of about 100 species of pantropical distribution, characterized by sessile or pedunculate axillaryinflorescences, with the partial inflorescence unit reduced to a single flower. Flowers are sessile or pedicellate, protected by a bract and two bracteoles, bisexual, with (4-)5 tepals, (4-)5 stamens, with fused filaments forming a basal tube, free towards the tube end and alternating with pseudo-staminodes.The latest revision of Alternanthera for Brazil dates backto that of the Flora Brasiliensis,of more than 160 years ago, fully justifyinga new revision, the principal objective of our thesis. It isdivided into four chapters, followingan introduction. Chapter 1 includes a morphological study of the Alternanthera species in Brazil, using 107 characters, of which 99 were considered informative and have been evaluated using DELTA, resulting in a description of vegetative and floral organs of Alternanthera,with the focuson the most important of them for the group's taxonomy anda discussionof their terminology.Chapter 2 isa study of the Alternanthera brasiliana complex of five species, using the statistical exploratory analysis. Only four species in the complexwere recognized, with a proposalto synonymize Alternanthera ramosissimatoA. brasiliana.Chapter 3 is the text of a paperon the new species Alternanthera catingae, submitted for publication in Phytotaxa. Chapter 4 is a revision of the Brazilian species of Alternanthera, based on the study of 1,900 specimens deposited in 19 herbaria and using the adopted typological species concept.In addition to the traditional revisionary methodology, modernanalytic tools were used inthe evaluation of species occurring in Brazil. We recognized 35 species, with one, A.catingae, new to science, synonymizedsix species, and made one new combination. The work should be an important contributionto the study of the Brazilian Amaranthaceae, especially in terms of reaching the objective of making the Flora of Brazil go online in 2020.
Keywords: Amaranthaceae
Alternanthera
Revisão taxonômica
Estatística-exploratória
Complexo- A. brasiliana
Taxonomic revision
Statistical exploratory analysis
Alternanthera brasiliana complex
???metadata.dc.subject.cnpq???: CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
Language: por
???metadata.dc.publisher.country???: Brasil
Publisher: Universidade Estadual de Feira de Santana
???metadata.dc.publisher.initials???: UEFS
???metadata.dc.publisher.department???: DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS
???metadata.dc.publisher.program???: Doutorado Acadêmico em Botânica
Citation: SOUZA, Luisa Ramos Senna. Revisão taxonômica das espécies brasileiras de Alternanthera Forssk (Amaranthaceae Juss.). 2015. 360 f. Tese (Doutorado Acadêmico em Botânica)- Universidade Estadual de Feira de Santana, Feira de Santana, 2015.
???metadata.dc.rights???: Acesso Aberto
URI: http://localhost:8080/tede/handle/tede/512
Issue Date: 10-Jan-2015
Appears in Collections:Coleção UEFS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_LUISA RAMOS.pdfArquivo em texto completo11.89 MBAdobe PDFDownload/Open Preview


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.